miilay

" Dai-me, Senhor, a perseverança das ondas do mar, que fazem de cada recuo um ponto de partida, para um novo avanço"Gabriela Mistral, poetisa

Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2013

O diagnóstico

Os dias, continuam, de um cinzento escuro , não só no céu como na minha vida. Aquele dia foi o início de um período que não sei se vai ser longo ou curto ,mas eu desejo que o tempo que o meu Pai cá esteja seja com qualidade de vida.

Ontem à noite ,soube o resultado dos exames que fez , e não podiam ser piores, pois o "bicho" cancro está instalado no pulmão.

Não sei ainda como vai ser, mas uma coisa é certa tem todo o meu amor ,carinho e cuidados. Quem diria que era preciso dar-lhe banho na cama, dar-lhe o comer a beber por uma palheira, pois de em pouco tempo, deixou de ter forças e massa muscular , e apetite, para poder, fazer a higiene quotidiana, e chegar quase ao ponto de nada comer. Mas, a partir daquele dia em que o médico veio a casa, tem descansado mais, e a comichão, naquele corpo tão frágil, tão atingido pela psoríase, o que terá a ver, com o último diagnóstico???? Penso que nada, mas estou amarguradíssima! Sinto-me assustada, apetecia-me ir para o colo dele e chorar, como quando criança.

Isto é só o início, de Dias muito ... sei lá!

 

 

publicado por miilay às 11:49
tags:

9 comentários:

Meu Deus amiga! Que triste. Sei tão bem o que é ter um pai com cancro. O meu teve nos intestinos foi operado no limite salvou-se porque já não era a hora dele. Foi um calvário que percorremos juntos, todos nós e hoje graças a Deus ainda cá está! Amiga, desejo do fundo do meu coração as melhoras e que ele consiga lutar com essa terrível e traiçoeira doença. Muita força para ti. Como acredito no que dizes... Correr para o colo e seres criança. Só que passa por elasdá o verdadeiro valor! Tudo, mas tudo a correr para que ele recupere e fique melhor. Um beijinho
Fátima Soares a 17 de Janeiro de 2013 às 13:50
Faty,Amiga, têm sido dias difíceis,e tu sabes bem. ainda vou tendo força, para o ajudar em tudo que está ao meu alcance como na alimentação e higiene pessoal, mas até isto é uma tarefa com grandes dificuldades, pois o meu Pai não quer que lhe mexam, diz ter frio, eu sei lá!
Amiga, beijinhos .
miilay
miilay a 22 de Janeiro de 2013 às 11:44
Olá... Não acredito que haja alguma palavra que te dê conforto numa altura destas. É uma situação difícil, muito difícil. Desejo-te muita força... :\ É que nem sei que dizer, para ser sincera :( Mas não pude deixar de comentar. Olha... uma beijoca muito muito grande e um xi-coração do tamanho do mundo.
Peixe Frito a 18 de Janeiro de 2013 às 11:23
Amiga, Obrigada, do fundo do coração. Bem preciso de força e ânimo para o ajudar, pois quero dar-lhe qualidade de vida enquanto for possível, pois se entra nos hospitais sabemos como é...
Beijinho
miilay
miilay a 22 de Janeiro de 2013 às 11:46
Amiga, nada do que te diga vai fazer com que as coisas mudem. Sei por experiência própria o sofrimento que é, só o facto de proferir o nome da doença nos doi. Conta sempre com a minha amizade. Um abraço forte e muita coragem e fé.
Rosinda
Rosinda a 18 de Janeiro de 2013 às 18:05
Rosinda, Amiga e tu, que já passaste por esta fase tão complicada e com um filho, ufa, nem sei que diga sei que me compreendes e sabes o que sinto e a dificuldade que se tem para lidar com tudo isto. *ara já vamos mantê-lo em casa ,está medicado e os valores das análises também estavam tão alterados que para já é reabilitá-lo do estado tão frágil, em que se encontrava. Estou a dar-lhe os cuidados que posso e de que sou capaz, para o ter o mais estável possível.
Beijinho, Obrigada pela força.
miilay
miilay a 22 de Janeiro de 2013 às 11:50
Olá Miilay, cheguei e vi o desabafo tristonho.

É uma sensação estranha, inverter os papeis. Passamos a apoiar e cuidar de quem nos criou, educou e sempre tratou de nós.
Tornamo-nos protectoras, assustadas e até possessivas.
Os pais são nossos e ninguém nos ensinou que deveríamos aceitar que um dia sem hora marcada os vemos começar a minguar e a enrugar ou então a adoecer repentinamente mesmo frente ao nosso nariz.
Sem darmos por isso sentimos o seu medo nas mãos que procuram as nossas em busca de conforto. E as nossas agarram as deles transmitindo-lhes uma segurança que estamos longe de sentir na esperança de que a nossa força e carinho sejam suficientes para atenuar as dores ou o desânimo de quem vai balbuciando como se desculpando:
- Filha é da idade. Esta minha cabeça esquece tudo, é a idade. A dor que sinto é da idade. O frio é da idade.
Temos dificuldade em desculpar essa "senhora" que se apodera DELES sem ser convidada. Isso, e as maleitas que se vão manifestando pregando-lhes rasteiras e deixando-os assustados e a nós em impotentes.
Os nossos pais são como o pilar principal de uma casa. Quando os sentimos fraquejar… Quando fraquejam, nós voltamos a sentir medo, como se estivéssemos a ser abandonados e deixados para trás. Um pouco como quando eramos crianças e tínhamos medo no meio da multidão e o coração batia descompassado até sentir uma mão forte presa à nossa.
Amo os meus. E como tal, deixei-me levar pelo que neste momento sinto, passando a mensagem para os teus.

Peço desculpa se não consegui ajudar hoje com um discurso mais leve e brincalhão.

Desejo de coração que o pai melhore e aproveito para deixar um beijinho fora de data pelo aniversário.
DyDa/Flordeliz a 19 de Janeiro de 2013 às 04:13
Flor, que palavras lindas, parece que transmitites o que eu sinto e não escrevi. Obrigada do fundo do coração, conto com a vossa companhia.
Beijinho
miilay
miilay a 22 de Janeiro de 2013 às 11:53
Miilay :
Sobram palavras perante estes trânsitos impossíveis de aceitar pacificamente...
A abalada saúde do meu pai deixou-nos a todos com essa sensação de desamparo em que, como dizes, é de um colo que precisamos.
Como sempre, acredito que estarás à altura do que a vida for exigindo e darás ao teu pai o melhor que puderes -e isso é também continuar a amá-lo como até aqui.

Fica aqui o abraço e a força que precisares.
Marta M
Marta M a 22 de Janeiro de 2013 às 14:11

mais sobre mim

Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
23
24
26
27
29
31

pesquisar

 

comentários recentes

  • Gostei que tivesse passado , gostou? ou só viu est...
  • Obrigada! Rita eu já fui apaixonada por este blog,...
  • Obrigada! Foi uma forma de me trazer até aqui, ao ...
  • Muito interessante!
  • Gostei muito do seu blog obrigado
  • O telhado da casa não tem nada a ver.
  • boa tarde, sabe dizer-me qual é o outro nome pelo ...
  • Olá miilay
  • parecem as bocas de cães pequeninos, dizíamos nós ...
  • ..e perfume intenso.

mais comentados

blogs SAPO


Universidade de Aveiro