miilay

" Dai-me, Senhor, a perseverança das ondas do mar, que fazem de cada recuo um ponto de partida, para um novo avanço"Gabriela Mistral, poetisa

Terça-feira, 31 de Janeiro de 2012

PORTO

 

Poema retirado do site http://mulher50a60.weblog.com.pt/arquivo/2005/01/a_minha_cidade.html

"A minha cidade"

A minha cidade não se chama Lisboa,
não tem cheiro a sul 
e nem por ela passa o Tejo,
mas como ela, tem Nascentes
leitosos e marmóreos...
Na minha cidade os Poentes são de ouro
sobre o Douro e o mar 
e só ela tem a luz do entardecer 
a enfeitar o granito...
Na minha cidade, tal como em Lisboa 
há gaivotas e maresia 
mas não há cacilheiros no rio
há rabelos 
transportando nectar e almas...
Da minha cidade nasce o Norte 
alcantilado, insubmisso 
e o sol, quando chega, penetra-a 
delicadamente, carinhosamente, 
depois de vencido o nevoeiro...
Na minha cidade também há pregões,
gatos, pombas, castanhas assadas e iscas 
e fado pelas vielas, pendurado com molas, 
como roupa a secar nos arames...
A minha cidade tem também tardes languescentes, 
coretos nas praças 
velhos jogando cartas em mesas de jardim 
e o revivalismo de viuvas e solteironas 
passeando de eléctrico...
É bem verdade que na minha cidade 
a luz, não é como a de Lisboa 
mas a luz da minha cidade 
é um frémito de amor do astro-rei 
a beijá-la na fronte, cada manhã!...


Maria Mamede

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por miilay às 14:10
Segunda-feira, 30 de Janeiro de 2012

O Pónei

 

O Domingo acordou sorridente, o sol brilhava , eu acordei com umas dores de corpo e de cabeça, ui! Não quis ir almoçar fora, só queria estar em casa,mas o Manel dizia: _ Está sol vamos caminhar à beira Ria, 

_Não, não!

Ele foi a uma churrasqueira buscar costelos grelhados. Comemos em casa. Depois para o consolar,  queria sair, fomos tomar café a Estarreja. E lá, quase no meio da cidade, num campo atras da Câmara, lá estava o pónei. Valeu!

Vim para casa e estive a ler. Foi Bom. Hoje estou melhor.

Aqui fica o pónei:

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por miilay às 11:17
tags:
Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2012

Bom Fim de Semana

 

 

 

 

 

Haja Sol, e nós teremos possibilidades de ir até à Ria de Aveiro, e captar mais imagens, que me fazem bem!

publicado por miilay às 10:42
sinto-me:
Quarta-feira, 25 de Janeiro de 2012

ORQUÍDEAS

 

 

 

 

 

 

 

São as minhas  orquídeas ! São lindas!

 

publicado por miilay às 23:55
tags:
Terça-feira, 24 de Janeiro de 2012

Poema

Coisas, Pequenas CoisasFazer das coisas fracas um poema. 

Uma árvore está quieta, 
murcha, desprezada. 
Mas se o poeta a levanta pelos cabelos 
e lhe sopra os dedos, 
ela volta a empertigar-se, renovada. 


E tu, que não sabias o segredo, 
perdes a vaidade. 
Fora de ti há o mundo 
e nele há tudo 
que em ti não cabe. 

Homem, até o barro tem poesia! 
Olha as coisas com humildade. 

 

 

 Fernando Namora, in "Mar de Sargaços"

 

 

 

 

 

 

Um jacinto, do meu jardim! Para todos que por aqui passam.

publicado por miilay às 10:04
sinto-me:
tags:
Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2012

AVEIRO

 

 

 

Canal da Ria, é a envolvência, do Hotel Mélia Ria.Lindo!

 

 

 

Centro de Congressos.

 

 

 

Ontem estive em Aveiro! Sol, quentinho.

publicado por miilay às 10:54
sinto-me:
Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2012

Dia das Fogaceiras

 

"A Festa da Fogaceira realiza-se em Santa Maria da Feira, no dia 20 de Janeiro, feriado municipal, como marco de um voto feito a S. Sebastião, no século xvi, quando se deu um surto de peste que dizimou parte da população. Em troca de protecção do Santo, o povo prometeu a oferta de um pão doce de trigo designado fogaça.

Há um ritual festivo que é marcado pelo cortejo em que dezenas de crianças transportam uma fogaça, vestidas de branco com uma fita de cor, desde os Paços do Concelho à Igreja Matriz. Aí, há uma missa solene, na qual as fogaças são abençoadas.

A procissão percorre depois as ruas da cidade com os andores de S. Sebastião e Nossa Senhora."

Mas, para mim é uma data que recordo sempre, Há 38 anos fiquei noiva! Ah! pois é isto é o que faz ser antiga, o meu Manel foi com a mãe dele a casa dos meus pais, pedir a minha mão em casamento. Foi um almoço que nunca esqueci , mas um tanto ou quanto constrangedor para o Manel, mas fê-lo lindamente com entrega de anel e tudo.

Então neste dia procurámos comer sempre fogaça, pois a data ficou lembrada pelo noivado e por ser Dia da Fogaça. 

e cá está ela, e viva o noivado! Ai, que coisa tão antiga! Estou a ficar velha!!!

 

 

 

Podem crer que é muito boa!

publicado por miilay às 23:25
sinto-me:
tags:

mais sobre mim

Janeiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
15
18
21
22
26
28
29

pesquisar

 

comentários recentes

  • parecem as bocas de cães pequeninos, dizíamos nós ...
  • ..e perfume intenso.
  • belas :)
  • Se é para mim recebo-a com muito carinho e amizade...
  • Verdade.Já tenho saudades da ria.Um destes dias......
  • E era bem gira.Olá Miilay feliz 2017.Faz tempo que...
  • Obrigada,Feliz Ano para si e cuidado com o frio,aí...
  • Manu, estou bem, e a fazer os possíveis para não f...
  • Amiga,Obrigada, estou bem! Também ao tempo que foi...
  • Obrigada. Feliz Ano. Sê Feliz.Estou bemmiilay

mais comentados

Contador Visitas

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

subscrever feeds